Casco de um navio viking é encontrado na Noruega | Foto: Vikings | History
Página inicial Mitohistória Casco de navio viking é encontrado na Noruega

Casco de navio viking é encontrado na Noruega

por. Thiago Marques
Publicado: Atualizado: 0 comentário 4 minutos de leitura

O casco de um provável navio viking foi descoberto no Cemitério Viking de Borre (em Vestfold, sul da Noruega) com o auxílio de um radar de penetração no solo (georadar). A informação é do Conselho do Condado de Vestfold.


A descoberta foi anunciada por funcionários do Conselho do Condado de Vestfold nesta semana. Os restos da embarcação foram encontrados com a ajuda do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU, da sigla em norueguês) e do Instituto de Prospecção Arqueológica e Arqueologia Virtual Ludwig Boltzmann (LBI ArchPro).

A descoberta

Os restos do navio foram encontrados originalmente há cerca de dois anos, próximo a outros montes funerários. No entanto, foram necessárias novas análises para confirmar tratar-se mesmo de uma embarcação.

Autoridades nacionais e locais aplaudiram a descoberta. O ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega, Ola Elvestuen, disse em um comunicado:

“A descoberta do navio viking em Vestfold é uma novidade histórica que atrairá a atenção mundial. Ele está localizado em uma área que já tem uma rica história da Era Viking. O condado fez um importante e extensivo trabalho aqui para cuidar desse legado histórico de importância nacional e internacional.”

Ola Elvestuen

Rune Hogsnes, prefeito do condado de Vestfold, acrescentou:

“Não é todo dia que encontramos um novo navio viking, então isso é realmente empolgante. Mas, para nós, não é muita surpresa. Muitos tesouros daquela época estão escondidos sob a turfa de nosso condado.”

Rune Hogsnes
Ola Elvestuen, ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega (E) e Rune Hogsnes, prefeito do condado de Vestfold (D) | Foto: Conselho do Condado de Vestfold | Caso de navio é viking encontrado na Noruega

Ola Elvestuen, ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega (e) e Rune Hogsnes, prefeito do condado de Vestfold (d) | Foto: Conselho do Condado de Vestfold

O uso de georadar

A parceria entre o LBI ArchPro e o NIKU já passa dos dez anos. Nesse ínterim, já encontraram pelo menos quatro salões vikings com o uso do georadar, além desse navio.

Segundo Terje Gansum, diretor de patrimônio cultural do Condado de Vestfold,

“As imagens revelam o formato de um navio e podemos ver um leve traço de uma cavidade circular ao redor da embarcação. Talvez isso indique que um monte de terra foi removido do local. O quanto está preservado na turfa não é possível de responder. Iremos agora estudar vários métodos de não-intervenção e repetir o uso do radar de penetração no solo.”

Terje Gansum
PUBLICIDADE

Veja também: Encontrada espada do século XIV em rua na Dinamarca

Túmulos de navios

Durante a Era Viking, os indivíduos com posições mais elevadas eram, às vezes, enterrados juntamente com um navio e pertences de valor, incluindo animais como bois e cavalos.

Apenas sete túmulos de navios da Era Viking (800-1050 d.C.) foram encontrados até agora na Europa. Dos sete, três deles estão localizados em Vestfold. Em 2018, um outro túmulo de navio havia sido descoberto. Agora, com esse provável outro navio encontrado em Borre, o número aumenta para nove.

É provável que a embarcação tenha se deformado após passar 1.000 anos sob o solo. Por conseguinte, seu tamanho pode ter sido reduzido. Embarcações vikings com 15 metros ou mais são classificadas como navios, enquanto as menores são enquadradas como barcos.

Ola Elvestuen, ministro do Clima e Meio Ambiente, no local do túmulo de navio | Foto: Conselho do Condado de Vestfold

Ola Elvestuen, ministro do Clima e Meio Ambiente, no local do túmulo de navio | Foto: Conselho do Condado de Vestfold

Outras fontes consultadas: Phys.org

PUBLICIDADE

Deixe um comentário

Publicações relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está OK com isso, caso decida permanecer conosco. Aceitar