Marchands de Fables | Scurra
Página inicial Resenhas Resenha: Scurra – Marchands de Fables (Álbum, 2024)

Resenha: Scurra – Marchands de Fables (Álbum, 2024)

Música ideal para uma feira medieval neste álbum rico e variado

por. Thiago Marques
0 comentário 6 minutos de leitura

Scurra, a banda francesa de Folk Medieval conhecida por suas “caminhadas” em feiras medievais, lançou seu álbum Marchands de Fables em abril de 2024. A banda gentilmente nos enviou a versão digital para resenha.

Composta por membros de diferentes origens musicais, a banda oferece canções orientadas pela narrativa, cantadas em seu francês nativo. Sua música é perfeitamente elaborada para feiras medievais ao ar livre, onde se aproximam muito do público, passeando entre seus fãs, embora algumas músicas pareçam mais adequadas a tavernas. Em ambos os casos, a natureza teatral de suas performances revela sua paixão por jogos de interpretação de papéis ao vivo.

Scurra – Marchands de Fables

Antes de chegar à música, gostaria de elogiar o belo encarte, com ilustrações inspiradas em contos de fadas pintadas por Charline, perfeitamente adequadas à música contida no álbum.

Marchands de Fables tem início com Sorcières, exibindo prontamente o canto poderoso de Aubélia l’Écumeuse e a polifonia característica sustentada pelos cantores/instrumentistas talentosos da banda. Com letras que homenageiam o legado de todas as mulheres difamadas e condenadas como bruxas adoradoras do diabo no passado, a música serve como um chamado à unidade, empoderado por uma melodia cativante que não sairá facilmente da sua mente.

A faixa seguinte, Il Nous Reste à Chanter é provavelmente a que melhor traduz o espírito da “caminhada” no álbum. A música soa como uma marcha alegre para celebrar a vida até não se aguentar mais de pé. Aqui, a flauta de Fergus e o violino de Ombeline se destacam, enquanto a percussão e o bouzouki ditam o ritmo da marcha, com o tradicional Morrison’s Jig irlandês como ato de encerramento.

Resenha: Scurra - Marchands de Fables (Álbum, 2024)
Scurra na festa de lançamento de Marchands de Fables | Foto: Iris Wildrose

A quase-faixa-título Marchand de Fables (sim, no singular), conta uma história humorística sobre um “cliente” de taverna aproveitador. Esta é claramente uma das faixas mais adequadas para espaços fechados, proporcionando o melhor exemplo de como o Scurra é bom em criar e contar histórias através de suas músicas, com um humor inteligente, encontrando ótima companhia na guitarra (ou no bouzouki) de Balian.

Je Vivrais Allègrement provavelmente soará familiar, pois sua melodia de abertura foi escrita por Guillaume de Machaut no século XIV. A mesma melodia viralizou na internet em 2017 com a versão de metal medieval do Apocalypse Orchestra. A faixa é na verdade uma interpretação bem adequada de duas composições de Machaut, Je Vivroie Liement e Douce Dame Jolie.

L’Echo des Forges certamente agradará a todos os ferreiros, reais e interpretados em RPGs. Esta é a música com a sonoridade mais rápida e pesada do álbum, realmente elevando o espírito.

L’Ombre des Bois e La Peste Dansante são as músicas mais sombrias do álbum. A primeira é mais melancólica em sua atmosfera, enquanto a segunda é mais ameaçadora, especialmente com a flauta servindo como um aviso dos efeitos da peste de 1518 em Estrasburgo.

Scurra sings tales from medieval times with a new album: 'Marchands de Fables'
Scurra gravando o clipe de Sorcières.

Após muitas emoções diferentes evocadas pelo álbum, ele se encerra com L’Acabriole, uma canção apropriada para uma feira medieval, alegre e dançante em melodia, humorística em suas letras.

O ponto mais forte de Marchands de Fables é claramente a variação das músicas. Aqui temos canções para todos os humores, todas permeadas pelo espírito da Idade Média na Europa, mas com um toque moderno.

Formação

  • Aubélia l’Écumeuse (vocais principais)
  • Ombeline la Fougueuse (alto, violino, vocais)
  • Fergus Mac Aron (flauta, vocais)
  • Balian Boit-sans-Soif (violão, bouzouki, vocais)
  • Svik Den LognerSonn (percussão, vocais)
  • Axel Wursthorn (baixo #5)
Resenha: Scurra - Marchands de Fables (Álbum, 2024)

Lista de faixas

1. Sorcières
2. Il Nous Reste à Chanter
3. Marchand de Fables
4. Je vivrais Allègrement
5. Tellurique
6. L’écho des Forges
7. Ombres des Bois
8. La Peste Dansante
9. Vivant Feu Follet
10. L’Acabriole

Abaixo, você poderá assistir ao videoclipe da primeira faixa do álbum, Sorcières.

PUBLICIDADE

Publicações relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está OK com isso, caso decida permanecer conosco. Aceitar